Wednesday, March 19, 2008

Perguntas

Já alguma vez se perguntaram porque é que escrevemos? O que é que nos faz transpôr palavras para um programa de texto como este? O que é que nos faz deslizar os nossos dedos sobre um teclado, por vezes poeirento, como este? O que é que nos faz pressionar com uma precisão quase inconsciente sobre as teclas? Uma vontade de transmitir sentimentos, conhecimentos, experiências? O que se passa dentro de nós? Mas para dizermos o quê? Que amamos, que choramos, que sorrimos, que gostamos, que sofremos? Para mostrar aos outros o que é viver? Só os que não vivem é que não sabem o que é viver e esses não leêm o que escrevemos. Por vezes pergunto-me, será que eu vivo? Será que sei chorar, sorrir, sentir, amar como qualquer outra pessoa? Será que não sou diferente de todos os outros? Porque é que haveria eu de ser diferente no meio de tanta gente? E afinal de contas, não sou igual a ninguém que tenha conhecido.

2 comments:

operte said...

Ninguém sabe sentir. É algo que se pode considerar inato, digo eu. Tal como a necessidade biológica do homem de ser em sociedade.
Portanto estás a sentir bem, não te preocupes ^^

Um Perfeito Estranho said...

Boa constatação...
Definitivamente serás diferente de todo o mundo.
E a muitos dos porquês só tu poderás responder...

Todos nós somos um universo dentro de nós.

Abraço